Imagem do título
História E TRADIÇÔES
Aqui historiamos, como num panorama, a trajetória de nossa Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito da USP, desde sua fundação em 1931.
  • Tradições
  • 05. Hino Acadêmico
  • Música - Carlos Gomes
    Letra - Bittencourt Sampaio



    Segundo contam, Carlos Gomes em sua juventude morou em uma república na proximidade da Faculdade, convivendo com estudantes de Direito. A seu pedido, compôs a letra deste Hino que foi adotado como o Hino da Faculdade de Direito.



    "Sois da Pátria a esperança fagueira,
    Branca nuvem de um róseo porvir;
    Do futuro levais a bandeira,
    Hasteada na frente a sorrir.

    Mocidade, eia avante, eia avante!
    Que o Brasil sobre vós ergue a fé;
    Este imenso colosso gigante
    Trabalhai por erguê-lo de pé!

    0 Brasil quer a luz da verdade,
    E uma c'roa de louros também,
    Só as leis que nos dêem liberdade,
    Ao gigante das selvas convém!

    Vossa estrela reluz radiante,
    Oh! erguei-a vós todos, com fé,
    Este imenso colosso gigante
    Trabalhai por erguê-lo de pé!

    É nas letras que a Pátria querida
    Há de um dia, fulgente, se erguer,
    Velha Europa, curvada e abatida,
    Lá de longe que inveja há de ter!

    Nós iremos marchando adiante,
    Acenando o futuro com fé,
    Este imenso colosso gigante
    Trabalhai por erguê-lo de pé!

    Orgulhoso o bretão lá dos mares
    Respeitar-nos então há de vir,
    São direitos sagrados os lares,
    Nunca mais ousarão nos ferir.

    Auriverde pendão fulgurante
    Hasteai-o, mancebos, com fé!
    Este imenso colosso gigante,
    Trabalhai por erguê-lo de pé!

    São imensos os rios que temos,
    Nossos campos quão vastos que são!
    As montanhas tão altas, que vemos,
    De um futuro bem alto serão.

    0 futuro não vai mui distante,
    Já podeis acená-lo com fé,
    Este imenso colosso gigante,
    Trabalhai por erguê-lo de pé!

    Nossos pais nos legaram guerreiros,
    Honra a glória, virtude e saber;
    Nós os filhos de pais brasileiros,
    Pela Pátria devemos morrer!

    Mocidade eia avante, eia avante!
    Que o Brasil sobre vós ergue a fé!
    Este imenso colosso gigante,
    Trabalhai por erguê-lo de pé!"